CCJ aprova convocação para Genro explicar ação da PF

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) aprovou hoje a convocação do ministro da Justiça, Tarso Genro, e do diretor-geral da Polícia Federal (PF), Luiz Fernando Corrêa, para que esclareçam detalhes da Operação Castelo de Areia, que investiga o envolvimento de diretores da empreiteira Camargo Corrêa em esquema de suposto financiamento ilegal de campanha política e envio de remessas ao exterior. O requerimento solicitando a presença do ministro e do diretor-geral foi apresentando pelo líder do governo na Casa, Romero Jucá (PMDB-RR), que se antecipou ao pedido apresentado ontem pelo líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM).

Agência Estado |

O requerimento do tucano convocava Genro e Corrêa a prestar esclarecimentos no plenário da Casa, e não na CCJ, onde a maioria dos integrantes é da base governista. De acordo com Jucá, que apresentou um pedido de convocação oral, o governo não tem nada a temer no episódio e não vê problemas na realização da audiência.

Antes da entrega de requerimento de convocação do ministro e do diretor-geral, o líder tucano chamou de "inexplicável" o fato de o PT não ter sido citado pela PF no relatório final da operação, entre os partidos beneficiados por doações da empreiteira.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG