O presidente de Cuba, Raúl Castro, que está em visita oficial ao Brasil, fez uma inesperada crítica aos políticos da União Européia, no Palácio do Planalto, afirmando que eles não mantêm relações fraternas como os políticos latino-americanos. A recepção oficial de Lula a Castro estava marcada para as 10h45, mas começou com atraso.

O governante cubano estava apertando a mão de Lula, enquanto os dois posavam para fotos, no Planalto, quando Castro, dirigindo-se aos repórteres fotográficos, perguntou: "Querem que façamos como os políticos da União Européia?" E acrescentou: "Eles (os políticos europeus) apertam as mãos, sorriem, mas não têm relações fraternas como nós temos." Às 13 horas, Lula oferece a Raúl Castro um almoço no Palácio do Itamaraty.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.