Senado abre brecha para nepotismo" / Senado abre brecha para nepotismo" /

Casos de nepotismo podem sempre aparecer na Câmara, diz Chinaglia

BRASÍLIA - O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), disse nesta quinta-feira que eventuais práticas de nepotismo podem sempre vir à tona na Casa. De acordo com ele, cabe a cada parlamentar promover a demissão de parentes, mas, se não o fizerem, só é possível a exoneração do servidor irregular caso alguém descubra e denuncie a infração. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/10/14/senado_abre_brecha_para_nepotismo_2047123.html target=_blankSenado abre brecha para nepotismo

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

"Já mandei ofício antes [pedindo que os parlamentares demitissem parentes]. Por isso trabalho com a hipótese de que tudo está resolvido. Mas também não posso ser cobrado por dizer que tudo estava resolvido e de repente me mostram um caso", disse. 

Nesse sentido, Chinaglia comentou que a luta contra o nepotismo é permanente. Ele alegou que a direção geral da Câmara vem fazendo triagens para encontrar deputados que contratam parentes, mas que até o momento nenhum novo caso foi identificado.

"Não estou dando [o nepotismo na Câmara] como caso encerrado, estou dando a visão que [o combate] é uma ação permanente", disse. "Tem gente analisando e, se depois de tomar as medidas necessárias a situação perdurar, é óbvio que tem mais dificuldade. Não vou cometer a imprudência de dizer que não vou ser surpreendido [com um novo caso de nepotismo]", completou.

Questionado sobre a possibilidade de enviar ofício para os parlamentares, exigindo que os mesmos declarem não possuir nenhum parente contratado, Chinaglia falou que a hipótese não está descartada. Apesar disso, ele ressaltou que cada deputado é dono de seu mandato.

"Todo mundo tem mandato, eu evito que seja uma ordem. Acho que é um diálogo são, responsável. E aposto, claro, na percepção e responsabilidade de cada um", pontuou.

Leia também:

Leia mais sobre: nepotismo

    Leia tudo sobre: nepotismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG