Caso Vanessa Duarte: Polícia tem imagens do carro sendo abordado

Delegado pretende ouvir novas testemunhas ainda nesta quarta-feira

iG São Paulo |

A Polícia Civil da seção de homicídios de Carapicuíba, na Grande São Paulo, pretende ouvir nesta quarta-feira novas testemunhas da morte da coordenadora de vendas Vanessa Duarte, de 25 anos. O corpo foi encontrado no último domingo, em Vargem Grande Paulista, na região metropolitana de São Paulo.

Na terça-feira, a polícia divulgou o retrato falado de um dos suspeitos pela morte da jovem, e informou ter produzido o retrato de um segundo suspeito que teria acompanhado Vanessa, dentro do carro da vítima. Porém, de acordo com o delegado Zacarias Tadros, este segundo desenho não será divulgado para não interferir nas investigações. A polícia acredita que esse segundo suspeito seria algum conhecido de Vanessa.

Ainda segundo o delegado, a polícia também obteve as imagens do circuito de segurança do trecho por onde a jovem trafegou, até o momento em que foi abordada pelos suspeitos.

Durante a tarde de ontem, um dos irmãos da vítima, Danilo Duarte, de 22 anos, disse ao ver o retrato falado divulgado pela polícia, mostrado à família pela reportagem do iG, que aquela pessoa não fazia parte do círculo de amizades de Vanessa. A família ainda não tinha visto a imagem. “Essa pessoa eu nunca vi na vida. Posso dizer que não fazia parte dos amigos que a família conhecia”, afirmou o assistente de inventário.

A Polícia Civil também pediu, na terça-feira, a quebra de sigilo telefônico de Vanessa Duarte, do noivo dela, de parentes e das amigas mais próximas para saber exatamente com quem a jovem falou no dia do crime.

    Leia tudo sobre: vanessa duartemortepolíciasão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG