Caso Isabella: inquérito tem 5 volumes e 950 páginas

Os delegados responsáveis pela investigação do assassinato da menina Isabella Nardoni, Calixto Calil Filho e Renata Helena Pontes, passaram o dia de hoje trabalhando no inquérito policial do caso, que tem cinco volumes e 950 páginas. De hoje até quarta-feira, quando termina o prazo para a entrega do documento ao Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP), Calil Filho e Helena formularão o relatório final da apuração, que terá de 15 a 20 páginas.

Agência Estado |

O inquérito, o relatório final e um eventual pedido de prisão preventiva do consultor jurídico Alexandre Nardoni e da mulher dele, Anna Carolina Jatobá, indiciados pelo crime, serão entregues pelos delegados ao promotor que acompanha o caso, Francisco Cembranelli. Cembranelli disse hoje que pretende anunciar a decisão - encaminhar denúncia à Justiça ou arquivar o inquérito - na segunda-feira. Segundo fontes da polícia, o relatório da reconstituição do crime, feita ontem, não precisa ser enviado no mesmo dia ao MPSP, podendo ser anexado posteriormente ao inquérito, até porque tem um prazo de 30 dias para ser elaborado.

    Leia tudo sobre: isabella

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG