Caso Battisti: Embaixador no Brasil se reúne pela primeira vez com chanceler italiano

ROMA - O embaixador da Itália em Brasília, Michele Valensise, reuniu-se nesta quarta-feira pela primeira vez com o ministro das Relações Exteriores do País, Franco Frattini, para discutir a decisão do governo brasileiro de dar refúgio político ao ex-ativista de esquerda Cesare Battisti.

Agência Ansa |

AP
Battisti foi condenado à prisão perpétua

Battisti foi condenado
à prisão perpétua

Valensise foi chamado na última terça-feira para consultas pelo governo italiano, depois que o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, recomendou ao Superior Tribunal Federal (STF) a extinção do pedido de extradição de Battisti.

Ex-membro da organização Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), o italiano foi condenado à prisão perpétua por quatro assassinatos cometidos entre 1978 e 1979.

O encontro entre o embaixador e Frattini foi confirmado pela Chancelaria em um comunicado oficial. A nota informa também que os advogados do governo italiano estudam tomar medidas previstas pela Justiça brasileira para conseguir a extradição de Battisti.

Nos próximos dias, Valensise deverá se reunir com outras autoridades de seu País.

Veja também:

Leia mais sobre: Cesare Battisti

    Leia tudo sobre: asilo políticocaso battisticesare battisti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG