Casas abandonadas após chuvas são saqueadas no Maranhão

SÃO LUÍS - A elevação cada vez maior do nível dos rios em diversas cidades do Maranhão por causa das chuvas trouxe um problema de segurança pública. Bandidos aproveitam o abandono de centenas de residências e comércios para efetuar saques de telhas, tijolos, portas e janelas.

Agência Estado |

Por isso, muitos moradores das cidades alagadas, mesmo isolados, evitam sair de suas casas. Essa situação é mais visível em cidades como Trizidela do Vale, Pedreiras e Bacabal, as mais atingidas pelas chuvas. Normalmente os saques às residências abandonadas acontecem à noite.

Agência Brasil
As enchentes atingiram 90% da população de Trizidela do Vale, no Maranhão



A Polícia Militar da cidade de Trizidela do Vale admite o problema e tem intensificado as rondas. Quarenta homens, em lanchas e barcos, realizam rondas ostensivas no local. "Mas não é uma tarefa fácil. Os bandidos aproveitam sempre quando não estamos próximos", analisa o comandante da 14ª Companhia de Polícia do Maranhão, José Maria Honório.

Pelos dados da Defesa Civil Estadual, já existem 65 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas e 196 mil atingidos. Ainda conforme a Defesa Civil, as chuvas deixaram 72 cidades em situação de emergência, o que representa um terço do Estado.

Neste domingo, 30 homens do Corpo de Bombeiros de São Paulo desembarcaram no Maranhão para dar assistência às vítimas. Além deles, outros 30 bombeiros do Maranhão foram encaminhados às cidades mais atingidas pelas chuvas.

Leia mais sobre: chuvas

    Leia tudo sobre: chuvas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG