Casamentos e batismos realizados por padre casado serão anulados

GOIÂNIA ¿ Centenas de casamentos e batismos realizados pelo padre Osiel Luiz dos Santos serão anulados, informou a Arquidiocese de Goiânia. A decisão vale para todas as celebrações realizadas em Goiânia e cidades vizinhas. Osiel foi padre por oito anos e, em 1988, pediu afastamento da Igreja Católica para se casar. Desde então, ele já celebrou cerca de 400 matrimônios inválidos.

Redação |

Acordo Ortográfico

O padre tem cinco filhos e continua realizando cerimônias em clubes e casas da cidade. De acordo com Osiel, os batismos e casamentos celebrados são feitos a partir de pedidos da própria população. Segundo Santos, a sua atual situação não é escondida de ninguém, ou seja, todo mundo sabe que ele é casado e tem filhos.

Se as pessoas pedem o sacramento, a gente não pode negar, disse. Eu celebro onde as pessoas quiserem, até em centro espírita. Onde estiver o povo de Deus, eu estarei lá. Eu celebro no nome de Deus e não em meu nome.

Segundo Osiel, sua decisão de pedir dispensa da Igreja Católica foi uma opção madura e muito pensada. Na época, ele contou ao arcebispo de Goiânia que estava apaixonado por uma mulher, queria se casar com ela mas não gostaria de largar suas tarefas como sacerdote.

Eu queria continuar sendo padre sem obedecer ao bispo e, sim, obedecendo o que a população pede, afirmou Osiel, que é a favor do celibato opcional e luta pelo ordenamento de mulheres.

Arquidiocese

Em nota oficial, a Arquidiocese de Goiânia diz que Osiel foi demitido da Igreja Católica em maio deste ano. Desde 1988 até novembro, ele estava suspenso do ministério sacerdotal, mas continuava celebrando missas e administrando sacramentos de forma ilícita e inválida, segundo a Arquidiocese.

Para a Igreja, o comportamento de Osiel foi arbitrário, ilegítimo e ilícito, representando uma gravíssima ofensa a Deus. O comunicado oficial da demissão do padre é lido nas missas dominicais de novembro nas paróquias e capelas de Goiânia, a pedido da Arquidiocese local.

Leia mais sobre: padres

    Leia tudo sobre: casamentogoiâniaigrejapadre

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG