Casal é assaltado e empurrado de encosta na zona sul do Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO ¿ Um casal foi assaltado e empurrado em um barranco da avenida Niemeyer, na zona sul do Rio, na madrugada desta quarta-feira. O empresário e advogado Marcelo Viana, de 43 anos, e a namorada, a publicitária Paula Barreto, de 31, foram rendidos por criminosos quando saíam de um restaurante na Lagoa e levados para a avenida, onde foram jogados de uma encosta. Os dois conseguiram sobreviver porque Marcelo ficou preso em uma árvore e Paula se segurou em algumas pedras.

Redação |

Segundo a polícia, o casal relatou que saiu de um restaurante na avenida Epitácio Pessoa, por volta de meia noite e meia. Quando já estavam dentro de seu carro, um Audi, eles foram abordados por quatro assaltantes a bordo de uma picape importada. Marcelo e a namorada saíram do veículo, mas os bandidos pediram para o casal retornar ao automóvel.

De acordo com o depoimento do casal, os criminosos queriam ir à casa das vítimas para assaltá-la. O advogado, que mora na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, disse aos bandidos que morava em Ipanema, zona sul, para despistá-los. Durante o trajeto, Marcelo disse ter sido agredido duas vezes com coronhadas na cabeça, enquanto Paula teve uma arma apontada para seu rosto. Percebendo que estavam sendo enganados, os assaltantes levaram o casal para a avenida Niemeyer, próximo à entrada para a favela do Vidigal.

Lá, os bandidos pararam o carro, mandaram as vítimas saltarem do veículo e subirem em uma mureta que divide a via do barranco. O casal começou a ser chutado e caiu na encosta. Machucados e presos a pedras e plantas, Marcelo e Paula gritaram por socorro e acabaram sendo ouvidos por policiais militares do 23º BPM (Leblon) que passavam pelo local. As vítimas foram levadas para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea.

Os PMs fizeram buscas pela região e encontraram os assaltantes no Leblon. Houve perseguição, mas os criminosos abandonaram o Audi roubado na Auto-Estrada Lagoa Barra, próximo à entrada para a favela da Rocinha, e acabaram fugindo. O caso foi registrado na 14ª DP (Leblon).

Leia mais sobre: violência no Rio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG