Casal acusado de esquartejar filhos é denunciado pela Justiça de SP

SÃO PAULO ¿ Os pais dos meninos de 12 e 13 anos, assassinados e esquartejados em setembro, tiveram a prisão preventiva decretada nesta terça-feira, de acordo com decisão da 2ª Vara Judicial de Ribeirão Pires, que acatou decisão do Ministério Público. Eles já estavam detidos em caráter temporário, desde setembro.

Redação |

Acordo Ortográfico

João Alexandre Rodrigues, de 31 anos, e Eliane Aparecida Antunes Rodrigues, de 37 anos foram indiciados por duplo homicídio qualificado, além de ocultação de cadáver. No processo apresentado pelo MP ao juiz Sidnei Vieira da Silva, consta ainda que a morte teria motivo torpe, devido ao fato de que a presença das crianças atrapalhava o relacionamento do casal, provocando constantes brigas e registros criminais.

Primeiramente, a madrasta dos garotos negou ter participado do assassinato, entretanto, mais tarde admitiu que esfaqueou um deles, versão que já fora confirmada pelo pai, que confessou ter asfixiado o filho de 12 anos.

Após matarem os meninos, o porteiro e a dona-de-casa atearam fogo aos cadáveres, esquartejando-os posteriormente. Os restos mortais foram colocados em sacos de lixo, mas acabaram sendo achados por lixeiros da equipe de limpeza da cidade, quando jogavam os sacos dentro do caminhão.

Leia mais sobre: violência

    Leia tudo sobre: casalcriançaesquartejadofogosão pauloviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG