O carpinteiro Alcidiney da Silva, de 28 anos, foi detido, por volta das 23h de quinta-feira, suspeito de espancar a esposa, Alessandra Balbino, 28, na casa onde a família mora, no Jardim Eliana, região do Bororé, na zona sul de São Paulo. Uma vizinha, ao ouvir os gritos, foi até a casa de Alessandra e resgatou a amiga das mãos do agressor que, aparentemente bêbado, arrastava a vítima pelo chão, dando chutes e socos.

Policiais militares da 4ª Companhia do 27º Batalhão foram acionados e, ao chegarem à residência, encontraram o carpinteiro já calmo e esperando pela chegada deles, sem resistir à prisão.

Testemunhas dizem que o carpinteiro agride constantemente Alessandra e que semana passada ele chegou a dar uma chinelada no rosto da filha, de 1 ano. Silva alega que bate em Alessandra porque ela o trai.

Vizinhos não acreditam nisso e afirmam que a mulher praticamente não sai de casa. Lúcida, porém com o rosto desfigurado e apresentando inchaços e hematomas, a vítima foi levada para o Hospital Geral do Grajaú, onde passaria por uma tomografia.

O agressor foi encaminhado para o Distrito Policial e poderá ser autuado pela Lei Maria da Penha (nº 11.340/06), que entrou em vigor em setembro de 2006. A lei possibilita que agressores de mulheres no âmbito doméstico ou familiar sejam presos em flagrante ou tenham sua prisão preventiva decretada.

Leia mais sobre: agressão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.