Carnaval 2010: Vai-Vai inicia último desfile do dia

Maior campeã do carnaval de São Paulo, com 13 títulos, a Vai-Vai, que encerra o primeiro dia do carnaval paulista, entrou na avenida do Sambódromo do Anhembi com o dia começando a clarear. A julgar pela animação e disposição dos integrantes, contudo, mal parecia que eles haviam esperado durante toda a noite de desfiles para entrarem na avenida para apresentar o samba-enredo 80 anos de arte e euforia.

Agência Estado |

É bom no samba, é bom no couro. Salve o duplo jubileu de carvalho". Antes de entrar na avenida, os integrantes da agremiação cantavam e brincavam com o raiar do dia.

O presidente da escola, Edmar Thobias, afirmou que a expectativa é muito positiva por mais uma vitória, e nem mesmo o luxo das suas concorrentes, especialmente a Rosas de Ouro, que desfilou antes, preocupa. "Nosso enredo é muito bom e a expectativa é muito positiva", afirmou Thobias, apontando como trunfo os carros alegóricos, um deles de aço inox, criado pelo artista Gilmar Pires, de Ilhabela. O delegado da Polícia Federal (PF) Protógenes Queiroz - que comandou as investigações da Operação Satiagraha - foi convidado por Thobias e vai estrear na avenida. Já o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) desfila pela terceira vez pela escola.

A Vai-Vai comemora seu aniversário de 80 anos, fundada em 1º de janeiro de 1930. A data será lembrada durante o desfile no sambódromo do Anhembi e em comemorações ao longo do ano, que incluem o lançamento de um documentário sobre a história da escola. O aniversário da Vai-Vai também coincide com os 80 anos da Copa do Mundo. A combinação desse duplo Jubileu de Carvalho (celebração de 80 anos) será o tema do samba-enredo, que parte do futebol para contar uma história de superação de povo brasileiro.

Essa história começa pelo abre-alas, um acoplamento de três carros alegóricos que relembra as origens africanas do País. Em outro carro, a escola quer reunir jogadores de diferentes edições da Copa do Mundo. Segundo o diretor de Carnaval, Louviral Almeida, o desfile foi planejado para ter equilíbrio, sem que um setor se sobreponha aos demais. "Talvez, apenas o primeiro setor tenha um impacto mais forte, porque resgata a africanidade da população. Isso cria um senso de identificação muito grande," acredita Almeida. Para conseguir uma nova vitória, a agremiação preta e branca contou com um orçamento superior a R$ 2 milhões.

Segue a letra do samba-enredo da Vai-Vai:

Vem, meu amor
Quero te ver nessa folia, bis
Vem comemorar
80 anos de alegria.
Eu viajei e vislumbrei essa história
num lindo conto de magia
oitenta páginas de glórias
"orei, mãe África".

Peço licença a seus orixás
a negritude que herdei de ti
me fez vencer tantas batalhas
eu superei guerras e adversidades
e hoje brindo a liberdade
é show de bola essa emoção.

Corta o beque, faz a finta, olé
Majestade soberana, Pelé
A voz do povo que ecoa da favela é Mandela.
O mundo foi jogando na retranca,
o futebol a única esperança.
A democracia e a globalização
deram aos craques supervalorização
e agora o "bixiga" faz a festa
"vão bora" minha escola a hora é essa.
Vai-Vai, celeiro de bambas
Um só coração, a ginga e o samba
A copa realmente hoje é do povo
trazendo de novo
o sonho de gritar "é campeão".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG