Carnaval 2010: Vai-Vai encerra do 1º dia com entusiasmo

Superado o susto do cronômetro, o presidente da escola de samba paulistana Vai-Vai, que terminou o desfile com folga de menos de um minuto, mestre Thobias, já decretava: com certeza, no pódio nós estamos e vamos voltar para o desfile das campeãs. Se depender o entusiasmo da escola e do público, a previsão de Thobias vai se confirmar.

Agência Estado |

Os portões da dispersão já estavam fechados e as pessoas continuavam cantando a plenos pulmões o samba enredo da escola que homenageou os 80 anos da Copa do Mundo. "A gente fica preocupado com o tempo e acaba não curtindo tanto, mas o desfile saiu conforme planejamos. A bateria deu um show", afirmou Thobias, fazendo referência especial à chamada "paradinha" feita pela bateria, recurso utilizado pela última vez pela Vai-Vai em 1998.

Além do samba forte e entusiasmante, o desfile foi marcado pela beleza das fantasias, carros alegóricos grandiosos e a presença de personalidades como o ex-capitão da seleção brasileira de futebol Cafú e os atores Milton Gonçalvez e Neuza Borges. O senador Eduardo Suplicy, pela terceira vez na Vai-Vai, também comemorou. "Foi um desfile lindo e o enredo tem a ver comigo porque fala das aspirações e anseios de liberdade e democracia", afirmou.

Mas houve também percalços. Logo no início do desfile, um carro alegórico duplo teve problemas técnicos e não conseguia se locomover de forma coordenada o que, por pouco, não machucou a equipe de apoio. No final do desfile, já na dispersão, uma destaque de um carro de aproximadamente 14 metros de altura desmaiou. O incidente ocorreu justamente no carros considerado o trunfo da escola por Thobias, onde havia uma grande escultura em aço inoxidável. Para tirar a sambista de lá, foi preciso a ajuda de uma escada do corpo de bombeiros. Ainda desacordada, ela foi levada de maca para o pronto atendimento.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG