O público que lota a Marquês de Sapucaí cantou o hino nacional antes do início do desfile da União da Ilha, primeira escola a entrar na avenida hoje, na programação do Grupo Especial do Rio de Janeiro. A União da Ilha, que volta à elite do carnaval carioca vinda do Grupo de Acesso, foi recebida calorosamente pelo público.

O desfile da escola ficou a cargo da carnavalesca Rosa Magalhães, que chega à agremiação após 18 anos na Imperatriz Leopoldinense, trazendo um enredo que homenageia Dom Quixote.

Fora do grupo especial do Carnaval do Rio desde os desfiles de 2001, a União da Ilha, escola da Ilha do Governador fundada em 1953, retorna à elite do samba fluminense apostando na literatura para conquistar uma classificação de destaque entre as grandes. "Vamos buscar um lugar no desfile das campeãs. Se ficarmos entre as primeiras, temos chances de brigar pelo título", aposta o diretor de Carnaval da escola, Márcio André.

O samba-enredo "Dom Quixote de La Mancha, o Cavaleiro dos Sonhos Impossíveis", vai levar à Sapucaí a história do famoso personagem de Miguel de Cervantes. "Digo que nosso enredo está entre os dois ou três melhores do Rio de Janeiro nesse ano", gaba-se Márcio André. O desfile ficou a cargo da carnavalesca Rosa Magalhães. "Ela é talentosa, tem tudo encaixado", conta o dirigente. A escolha do tema foi definida pela popularidade do livro. "Não tem enredo maior", justifica Márcio André.

Em um dos carros, Dom Quixote será interpretado pelo ator Eriberto Leão, e a atriz Letícia Spiller interpreta sua amada Dulcineia. Para levar a história de Dom Quixote à avenida, a agremiação estima os gastos em cerca de R$ 1,5 milhão, mais a verba destinada pela Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro.

A Imperatriz Leopoldinense, por sua vez, será a segunda escola a desfilar, agora com o carnavalesco Max Lopes. A escola falará de fé e religião, trazendo carros alegóricos e alas com referências ao hinduísmo, ao budismo, ao islamismo e ao catolicismo.

Confira o samba-enredo da União da Ilha:

Voltou a Ilha
Delira o povo de alegria
Nessa folia sou fidalgo, sou leitor
Cavaleiro sonhador
Meu mundo é de magia
Vou cavalgar no Rocinante
Meu escudeiro é Sancho Pança
Se Dulcineia é meu amor
Quem eu sou?
Sou Dom Quixote de La Mancha

O gigante moinho me viu deu no pé
O povo grita.. olé
Nesse feitiço tem castanhola
A bateria hoje deita e rola

Vesti a fantasia, fui à luta
Venci manadas, rebanhos
Fiz de uma bacia, meu elmo de glórias
Meus livros se perderam pela história
Enfim, fui vencido pelo branca lua
Voltei pra casa esquecendo as aventuras
O tempo ficou com meus ideais
Quimeras são imortais

A Ilha vem cantar
Mais um sonho impossível... sonhar!
Quem é que não tem, uma louca ilusão
E um Quixote no seu coração

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.