SÃO PAULO - A Acadêmicos do Tucuruvi, terceira escola a desfilar na primeira noite do carnaval paulista no Sambódromo do Anhembi, teve de correr no fim do desfile, mas comemorou muito quando o último membro, dos cerca de 3 mil que a agremiação levou ao sambódromo, ultrapassou o portão com exatamente 65 minutos na avenida, tempo máximo permitido. A escola apresentou um desfile luxuoso, com o enredo São Luís do Maranhão: um universo de encantos e magias.

Com fantasias que remetiam ao luxo da corte imperial brasileira e alguns elementos do folclore maranhense, como o boi-bumbá, a escola cantou um samba com pitadas de reggae, que animou o público do sambódromo.

O presidente da escola, Hussein Abdo El Selam, disse que o desfile ocorreu dentro das previsões que a escola havia feito, sem incidentes. A grande estrela do desfile da Acadêmicos do Tucuruvi foi a dançarina Sheila Mello, madrinha da bateria. Muito animada, ela contagiou não apenas as colegas da bateria, mas também arrancou aplausos do público.

A Acadêmicos, que ficou em sétimo lugar no desfile do ano passado, fez um agradecimento especial, ainda na concentração, à governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB). Segundo o presidente da escola, também conhecido como Jamil, a governadora indiretamente indicou à agremiação algumas empresas para que a escola buscasse apoio e patrocínio para o carnaval de 2010. De acordo com ele, a ideia do enredo teria partido da própria escola, e não do governo maranhense.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.