Mais de 100 blocos desfilaram pelos bairros do Rio hoje, com destaque para bandas que misturavam as tradicionais marchinhas com outros estilos musicais, do frevo ao rock - característica que se tornou comum nos últimos anos na cidade. Pela manhã, o bloco Quizomba levou funk, frevo e mangue beat para a Lapa, bairro boêmio do centro do Rio e reduto do samba.

Com os arcos do antigo aqueduto como cenário, os foliões acompanharam, até o início da tarde, o carro de som e a banda formada por 120 músicos. De acordo com os organizadores, mais de 40 mil pessoas acompanharam a passagem do bloco.

No Aterro do Flamengo, a Orquestra Voadora desfilou pelo segundo ano, com um formato de brass band - composta principalmente por instrumentos de sopro. No repertório, canções de Tim Maia, Michael Jackson, Os Mutantes e de trilhas sonoras de filmes como Pulp Fiction. Também à tarde, o Bloco da Ansiedade reuniu foliões com sombrinhas e bandeiras de Pernambuco para celebrar o frevo no carnaval carioca.

Entre os mais tradicionais da cidade, o Bloco das Carmelitas também desfilou no início do dia, acompanhado por cerca de 6 mil pessoas no bairro de Santa Teresa, com um samba-enredo que homenageou os 100 anos do nascimento de Noel Rosa. Outros destaques foram a Banda de Ipanema, o Vaga-Lume, no Jardim Botânico, e o bloco infantil Bagunça meu Coreto, em Laranjeiras.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.