Carnaval 2010: Porto transforma sonho em realidade

Imagine a Marquês de Sapucaí como uma grande passarela. Imagine mais de 4 mil modelos desfilando ao som contagiante de uma escola de samba.

Agência Estado |

Imagine um grupo vestindo felicidade. Sonho? Sim. Realidade? Também. Pelo menos é o que promete a Unidos do Porto da Pedra para o carnaval do Grupo Especial do Rio.

Uberlan Jorge de Oliveira, presidente da escola, teve um sonho: imaginou a vermelho e branco campeã com um desfile sobre a moda. O carnavalesco Paulo Menezes resolveu dar "asas à imaginação" e a transformou em números: 4.200 componentes, 38 alas, 7 alegorias e 3 tripés. E assim surgiu um grupo disposto a transformar o sonho em realidade. Embalada pelo samba-enredo "Com que roupa... Eu vou? Pro samba que você me convidou", a Porto da Pedra fará, brinca Menezes, "o maior desfile de moda do mundo".

O carnavalesco conta que sempre teve vontade de fazer um enredo sobre a moda. Disse que estudou o assunto procurando entendê-lo a fim de traçar um caminho para a escola. "Achei fantástico entrar no universo fashion." Ele afirma que o grupo vai se diferenciar dos demais pelo pouco uso de plumas - e mais tecidos - e porque entrará na Sapucaí com figurinos, e não com fantasias. A escola preferiu não revelar os custos para a festa carioca.

A Unidos do Porto da Pedra contará em seu desfile com Geisy Arruda - estudante que foi hostilizada por colegas da Universidade Bandeirante (Uniban), no dia 22 de outubro, por usar um vestido curto -, além da rainha da bateria Valesca Santos, vocalista do grupo Gaiola das Popozudas. As musas serão Solange Gomes, Elaine Ribeiro, Andréa Martins e Rosi Barreto. A escola não possui madrinha da bateria.

Fundada em 1978, a vermelho e branco, décima colocada no carnaval do ano passado, tem grandes expectativas para 2010: "Nosso objetivo é levá-la para o sábado das campeãs", conclui Menezes.

Confira o samba-enredo da Unidos do Porto da Pedra:

Sonhar o figurino do artista
Acreditar nesta conquista, pra vaidade cultivar
Há muito tempo o homem deu no couro,
Encontrou esse tesouro,
De roupa resolveu chamar.
Mas eis que o objeto do desejo
Na magia do lampejo, se aproximou de Deus
O tempo é uma roda que não para,
Quando a razão se fez mais clara,
A humanidade renasceu

Eu sei que a arte caminhou
Modéstia à parte encontrou
Na moda a luz da emoção,
Em cada estilo uma expressão

Sou o cortesão da minha arte,
Eu sou rococó dessa folia
Ao vestir simplicidade,
O novo mundo inicia
Mudar o visual em cada estação
Modelo, sonho, nova coleção
Ao desfilar o carnaval
Na passarela a brasilidade
Beleza é fundamental, perdoe a sinceridade

Porto da Pedra eu sou
Eu sou o amor desta cidade!
Pro samba que você me convidou
Eu vou vestir felicidade

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG