Carnaval 2010: Pérola supera chuva e enaltece cultura

Além de muito trabalho para organizar seu desfile, a Pérola Negra enfrentou um desafio adicional neste ano: a chuva. Em janeiro, São Paulo registrou 480,5 milímetros de chuva, a maior marca desde 1947.

Agência Estado |

Choveu todos os dias na cidade e o barracão da escola, embaixo do Viaduto Mofarrej, na zona oeste, chegou a ser invadido pela água.

"A chuva atrapalhou bastante", confirma Jairo Roizen, diretor de marketing da escola. "Perdemos algumas peças e esculturas de carros alegóricos, mas fizemos tudo de novo. Tivemos um prejuízo de cerca de R$ 50 mil."

Apesar das dificuldades, a Pérola Negra deve fazer no Anhembi, no desfile que começa às 4h10 da madrugada de domingo, um dos desfiles mais interessantes do carnaval. O enredo "Vamos tirar o Brasil da gaveta" é uma homenagem à cultura brasileira e a um de seus mais populares representantes, o apresentador da TV Cultura Rolando Boldrin.

"Vamos mostrar a música e a cultura brasileira nos quatro cantos do Brasil, no norte, no sul, no leste e no oeste", explica o presidente da Pérola Negra, Edilson Casal. "Um diretor nosso, que é amigo do Boldrin, sugeriu o tema. Mas não queríamos contar apenas a história de uma pessoa, queríamos um tema mais abrangente. Por isso vamos falar da cultura, do futebol e da música."

O enredo, aliás, leva o mesmo nome de um quadro do programa "Senhor Brasil", apresentado por Boldrin na Cultura. Aos 73 anos, o contador de "causos" e ferrenho defensor da cultura popular vai encerrar o desfile da escola em um carro alegórico, ao lado da esposa, de parentes e amigos. Pintado com as cores da bandeira do Brasil, o carro de seis metros de altura traz uma grande escultura de Boldrin. "Posso garantir que tenho samba no pé, embora onde eu vá estar no carro não seja necessário muito gingado", brinca.

Ao todo, a escola gastou cerca de R$ 1,8 milhão para organizar o desfile. Seu samba destaca temas relacionados a Boldrin e à cultura brasileira, como a vida no interior, os "causos" contados, a viola e a sanfona. Na avenida, os cerca de 3.500 integrantes da escola estarão divididos em 24 alas e cinco carros alegóricos. E à frente da bateria estará Paulinha Abelha, vocalista da banda Calcinha Preta. Mais popular, impossível.

Segue a letra do samba-enredo da Pérola Negra:

O céu clareou, a Vila chegou,
Pérola Negra me abraçou
Ah, sou brasileiro com orgulho e muito amor
Abro a gaveta pra mostrar o meu valor

O sabiá cantou na aurora, trilha sonora
Neste cenário, sou canário cantador
Doce regato, cheiro de mato
Brasileira essência do interior
E assim eu vou, bordando a história desse meu país
Em cada canto uma raiz
Tantos "causos" pra contar
Parti com a esperança de um sonhador
Meu caminhar meu pai abençoou... Fé! Estrela guia
Cidade grande fez valer meu dia a dia

O toque da viola transborda emoção
Puxa o fole sanfoneiro, levanta a poeira do chão
Malandro sambista, no palco de artistas
Retrato em meu gigante coração

Linda colcha de retalhos colorida
Joia rara é a cultura nacional
De um povo festeiro, de sangue guerreiro e original
Bandeira a tremular, mareja meu olhar
Repleto de paixão sou filho desse chão
Sentimento popular, salve a seleção
No morro, no asfalto ou na favela
São cenas da minha vida nessa tela
Bom dia Brasil, é carnaval
Rolando num domingo especial.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG