Carnaval 2010: Imperador tenta ficar no grupo especial

Depois de uma hora e três minutos de desfile, a Imperador do Ipiranga encerrou sua participação com muito choro entre seus integrantes. A escola luta neste ano para permanecer no grupo especial das escolas de samba de São Paulo, vinda do grupo de acesso em 2009.

Agência Estado |

Os integrantes, principalmente da ala dos compositores, demonstraram imensa emoção ao terminar o desfile dentro do tempo regulamentar (65 minutos), aparentemente sem incidentes.

Um dos puxadores de samba da escola, o rapper Rappin Hood demonstrou muita confiança no desempenho da escola neste ano e acredita na permanência no grupo especial. A escola, única representante da zona sul de São Paulo, tem sua origem na comunidade da favela de Heliópolis. "Fazer show é sempre emocionante. Mas estar na avenida é algo indescritível", disse o rapper.

O presidente da escola, Jamil Jorge, também emocionado, aparentava mais seriedade do que outros integrantes da agremiação. Segundo ele, a Imperador do Ipiranga teve de superar vários problemas por conta da chuvas em São Paulo em janeiro, e parte considerável das fantasias e alegorias teve de ser refeita. "Nossa esperança é de que os jurados tenham sentido nossa garra e feito uma boa avaliação", disse. Na avaliação de Jorge, o desempenho da escola agradou ao público.

A namorada do ator Alexandre Frota, Dani Sperle, um dos destaques, passou por dificuldades na avenida: sua fantasia estava machucando e chegou a fazer um corte no seu peito. No meio do desfile ela resolveu arrancar a roupa e teve de segurar o tapa-sexo da metade da avenida em diante. "Ela teve muita garra", disse Frota, que a acompanhou desde as entrevistas e caminhou ao seu lado durante todo o desfile.

A Imperador do Ipiranga foi à avenida com 2.800 componentes, divididos em 27 alas, e contou a trajetória da medicina, da "Antiguidade a Tecnologia". Vice-campeã no ano passado do grupo de acesso, o que lhe deu a oportunidade de disputar o título com a elite do carnaval paulista em 2010, ela teve como objetivos, de acordo com o presidente Jamil Jorge, "ganhar mais respeitabilidade e ser competitiva".

A escola levou um susto no fim da noite do dia 21, quando uma forte chuva atingiu São Paulo e as águas acabaram invadindo a sede da Imperador. No entanto, segundo Jamil, foi dobrada a força de trabalho no barracão e o material perdido foi substituído. A escola conta com o carnavalesco Anselmo Brito, com a madrinha da bateria Adriana Lessa, a rainha da bateria Patricia Cruz e com as musas Núbia Oliver, Dani Sperle, Solange Gomes e a polêmica Ângela Bismarchi, conhecida pelas diversas cirurgias plásticas a que já se submeteu.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG