Carnaval 2010: Grande Rio homenageia Sapucaí

Campeã do Grupo de Acesso do Carnaval do Rio em 1992 e duas vezes vice-campeã do Grupo Especial (2006/2007), a Acadêmicos do Grande Rio, de Duque de Caxias, vai buscar o título inédito na Marquês de Sapucaí, com 3.800 componentes e o samba enredo: Das Arquibancadas ao Camarote Nº 1.

Agência Estado |

Um 'Grande Rio' de Emoção na Apoteose do seu Coração". O enredo é uma homenagem aos 25 anos do sambódromo carioca.

A escola vai relembrar os grandes acontecimentos que marcaram a história do maior símbolo do carnaval no Estado, desde sua inauguração, em 1984, aos dias atuais. Os carnavalescos que marcaram época, os profissionais que contribuem para a realização do evento e os sambas consagrados também serão homenageados.

"Já fazia tempo que a escola gostaria de homenagear o sambódromo. Relembrar o que deu certo nestes 25 anos", diz o carnavalesco Cahê Rodrigues. "O enredo é uma homenagem a tudo que aconteceu de mais importante", conta.

O enredo é dividido em sete setores e cada setor tem um carro alegórico correspondente. O primeiro retrata o espetáculo, a grandiosidade do carnaval e a vibração do público nas arquibancadas. O segundo representa as sagas das escolas - da Praça Onze ao sambódromo. O terceiro é uma homenagem às mentes loucas e brilhantes dos carnavalescos. Já o quarto destaca o trabalho dos operários da folia, profissionais que realizam o espetáculo. No quinto setor, os momentos inesquecíveis do carnaval serão relembrados. O penúltimo consagra grandes vozes e faz um tributo ao intérprete Jamelão. E o último setor vai fazer uma viagem no tempo e imaginar como será o carnaval no terceiro milênio.

Além do mangueirense Jamelão, a escola de Duque de Caxias vai destacar o desfile de 1989 da Beija-Flor, que teve como enredo "Ratos e Urubus... Larguem Minha Fantasia", e os carnavalescos Joãozinho Trinta, Arlindo Rodrigues, Fernando Pinto, Rosa Magalhães, Max Lopes e Milton Cunha.

Quinta colocada no desfile de 2009, a agremiação será a quarta escola a desfilar na segunda-feira. Neste ano, a agremiação tem algumas mudanças para tentar conquistar o título. Uma das novidades é a estreia de mestre Ciça, ex-Viradouro, no comando dos ritmistas. Outro reforço é novo diretor de carnaval, Tavinho, que veio do Salgueiro. Maneco Quindere, um dos mais prestigiados iluminadores de teatro e musicais, assume a iluminação dos carros.

Pelo segundo ano consecutivo, a atriz Paola de Oliveira será a rainha de bateria. Outros destaques da escola serão a atriz Susana Vieira, o ator e diretor Marcos Paulo, a apresentadora Ana Hickmann, o cantor Zeca Pagodinho e as atrizes Fernanda Lima e Antonia Fontinelli. Latino e sua mulher Mirela também estarão presentes na Grande Rio.

Sem revelar valores, o carnavalesco afirmou que a escola investiu muito para fazer um desfile audacioso. "As fantasias estão mais leves para que os sambistas possam desfilar melhor, as alegorias tem um design mais moderno. As estruturas dos carros são novas, com as bases refeitas", diz Cahê que está no seu segundo carnaval pela Grande Rio. A escola é patrocinada pela Ambev.

Confira a letra do samba-enredo da Grande Rio:

Grande Rio, eu sou guerreiro
Sou brasileiro e faço meu ziriguidum
Vibra arquibancada, explode
O camarote nº1

Amor é hora, não demora
A minha energia vai contagiar
O yaya é o samba que manda na minha cidade
E no despertar de um folião
Tenho o esplendor de um barracão
Onde o sonho vira realidade
Num simples toque das mãos
Depois de um vendaval de alegria
Minha fantasia pra lá de suada
Lágrimas sorrisos fazem parte desse visual
De um paraíso de beleza sem igual
Ai que emoção!

Meu coração vai a mil
Quando a sirene tocar
A passarela tremer o homem pode voar
De ratos e urubus veio a transformação
Quero mais que nota 30 pro talento do João

No Ita salgueirando lá vou eu
Ouvindo a sereia cantar
Festa da raça, kizomba a liberdade no ar
Daqui pra lá, de lá pra cá de Braguinha
Fez o mundo inteiro delirar
No templo dos bambas, raízes do samba
A arte se consolidou, saudade
Da linda voz que se calou, eu sou cantor! Eu sou cantor!
No seu protesto, nunca foi puxador...
Será que no terceiro milênio haverá
Festa cigana na avenida
O amanhã como será? DNA, princípio da vida
O sambista com sorriso divinal
Na apoteose do planeta carnaval

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG