Cardoso: sem reforma, votação de projetos será difícil

O deputado José Eduardo Cardoso (PT-SP) afirmou hoje que, sem a aprovação da reforma política pelo Congresso, haverá dificuldade para se votar outros projetos importantes que dependem de acordos entre os partidos. Cardoso participou da abertura do seminário RedIndústria, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), realizado em Brasília para elaborar a Agenda Legislativa da Indústria de 2009, que será enviada ao Congresso em março.

Agência Estado |

"O nosso sistema político é perverso no sentido de buscarmos um entendimento. Ou fazemos a reforma política, ou teremos sempre muita dificuldade na governabilidade", afirmou o parlamentar. "Nossa agenda eleitoral não nos permite momentos maiores de diálogo", disse, referindo-se ao fato de haver a cada dois anos, no País, eleições que influenciam o comportamento de deputados e senadores.

Cardoso apelou aos industriais que participam do seminário para que pressionem os parlamentares a aprovarem a reforma política. "Uma instituição dificilmente se reforma. Ou vem uma força de fora, ou não ocorrerá", disse. O deputado destacou que o atual momento de crise econômica pode fazer com que "certas engrenagens se movimentem".

Segundo ele, o País precisa aproveitar o momento para fazer coisas que não conseguiria em momentos normais. "O Congresso ora é palco de debates, ora palco de acordos. Neste momento de crise, é preciso saber qual vai ser o dominante - se as disputas ou os pactos", afirmou Cardoso.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG