Capitão morre em treinamento para festa dos Bombeiros no Rio

RIO DE JANEIRO ¿ O capitão do Corpo de Bombeiros Adriano Saldanha, de 31 anos, morreu, nesta terça-feira, no hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio. Ele deu entrada na unidade de saúde nessa segunda-feira, depois de cair de uma torre de cerca de 30 metros, enquanto fazia um treinamento no quartel da Praça da República da corporação.

Redação |

De acordo com a assessoria de imprensa dos Bombeiros, ele fazia um exercício de salvamento em altura, específico para a celebração do aniversário de 152 anos da corporação. O capitão estava preso por um equipamento de proteção, mas, quando começou a descer da torre, não conseguiu frear a corda e bateu com a cabeça.

Ele foi encaminhado para o Souza Aguiar e ficou até esta manhã no Centro Cirúrgico da unidade, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu. O sepultamento do oficial ocorre às 17h, no mausoléu do Corpo de Bombeiros no Cemitério do Caju.

Adriano Saldanha era um bombeiro atuante, atuou no Grupamento de Busca e Salvamento e atualmente integrava o Grupamento Marítimo da Barra da Tijuca, na zona oeste. Segundo a assessoria, era uma pessoa muito alegre e simples. As causas do acidente e a resistência do equipamento de proteção estão sendo apuradas.

Por causa do ocorrido, pela primeira na história dos Bombeiros, não vai ocorrer a demonstração profissional e os desfiles na festa de aniversário, marcada para as 10h. Ficam mantidas, no entanto, a solenidade de outorgas e entrega de medalhas, além da formatura.

Leia mais sobre: Acidente

    Leia tudo sobre: acidente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG