Capitão da PM é preso em ação contra rachas no Rio

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deteve nesta manhã três pessoas por porte ilegal de arma de fogo, entre elas um capitão da Polícia Militar, e apreendeu 18 motocicletas em uma operação contra a prática de rachas em Campos dos Goytacazes, no Rio. O policial mantinha no banheiro da sua casa um revólver calibre 38 com numeração raspada.

Agência Estado |

Informações preliminares o apontam como autor dos disparos feitos contra a delegacia da PRF no município, na madrugada do último dia 11.

A operação, batizada de Velozes e Furiosos, contou com 140 agentes da PRF, além da Polícia Civil, a Corregedoria da PM e o Ministério Público (MP). O grupo, que se auto-intitulava "Superman da 101", reunia-se toda semana no distrito de Travessão para consumir bebidas alcoólicas e fazer demonstrações de som automotivo. Com o anoitecer, os suspeitos começavam a realizar manobras perigosas com suas motos na BR-101, dirigindo pela contramão e pelo acostamento em velocidades superiores à permitida no trecho.

A PRF soube do caso após denúncia anônimas. A corporação registrou as imagens dos rachas e as encaminhou para o MP, que pediu à Justiça Estadual de Campos a busca e a apreensão das motos usadas pelos acusados. O material produzido também serviu para a instauração de inquérito pela Polícia Civil, que apura a possível relação do grupo com roubos e furtos de motos na região.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG