Capitânia dos Portos do Rio libera transporte na Baía de Guanabara

Rio de Janeiro - A Capitânia dos Portos do Rio de Janeiro liberou, por volta das 12h, o transporte de passageiros na Baía de Guanabara. No entanto, recomenda que embarcações de pequeno porte não entrem no mar.

Redação com agências |

O órgão havia suspendido totalmente a travessia com o objetivo de garantir a segurança em função das fortes ondas no mar, já que no período da manhã, um catamarã da empresa Barcas S.A., que fazia a linha Rio-Charitas, foi atingido por uma grande onda quando seguia para a Praça 15, no centro do Rio.

Com o impacto da batida, a porta da embarcação se soltou e atingiu os passageiros. A empresa informou que cerca de 20 pessoas tiveram ferimentos leves, entre elas três mulheres grávidas. 

Segundo a concessionária, o desembarque dos passageiros foi feito na Estação da Praça XV e uma equipe do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (SAMU) já aguardava no local. O Corpo de Bombeiros afirmou que duas viaturas da corporação ajudaram no atendimento às vítimas.

Em nota oficial, a empresa afirma que "está concentrando todos os seus esforços para o atendimento dos passageiros feridos". A linha Rio-Charitas foi suspensa temporariamente devido à maré alta.

A Capitânia dos Portos do Rio de Janeiro informou que o catamarã passou por uma vistoria na semana passada e nenhuma irregularidade foi encontrada. Portanto, o acidente teria acontecido em razão da mudança brusca da maré.

Segundo o capitão-de-mar-e-guerra Lima Filho, a Capitânia vai investigar as causas do acidente e o inquérito terá 90 dias para ser concluído. Ele ressalta que todas as denúncias serão apuradas e encaminhadas ao Tribunal Marítimo

O catamarã é uma embarcação com dois cascos, que pode ter propulsão a vela ou motor. Ele se destaca por ter mais espaço entre a extremidade de um casco e de outro e, por isso, proporcionar mais estabilidade e velocidade em relação às embarcações monocasco.

Mar agitado

O Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros em Botafogo afirmou  que as ondas nas praias do município chegam a dois metros de altura. Os pescadores já foram avisados para evitar sair com suas embarcações. A corporação recomenda ainda que as pessoas não entrem no mar nesta quinta-feira.

Na Praia do Flamengo, as ondas arrastaram pedras para bem perto de um restaurante. No Leblon, a água tomou toda a faixa de areia e as ondas quebram no calçadão.

(*Com informações da Agência Estado e Brasil)

Leia mais sobre: Capitânia dos Portos - acidente com catamarã

    Leia tudo sobre: catamarãrio de janeirotransporte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG