Após mais de um mês de investigações, a Polícia Federal (PF) prendeu na terça-feira o cantor sertanejo Glaucimar Queiroz Machado, de 38 anos, por suspeita de tráfico de drogas. Ele foi detido em uma chácara na zona rural de Santa Fé do Sul, no interior paulista.

Essa não foi a primeira vez que Glaucimar foi detido por tráfico de drogas. Em 1997, ele também foi flagrado pela polícia da capital paulista praticando o mesmo crime. A dupla fez sucesso em 1993, mas entrou em decadência após a detenção do cantor.

Um mandado de prisão preventiva foi expedido pela Justiça Estadual em razão de um pedido feito pela PF no município de Jales depois que os agentes descobriram que o cantor era o suspeito que havia fugido da apreensão de 7 quilos de cocaína ocorrida no dia 25 de outubro. Glaucinei José de Queiroz, de 40 anos, que fazia dupla com o irmão Glaucimar, foi preso naquele dia.

As investigações indicavam que os dois irmãos estariam traficando cocaína que era adquirida em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, e distribuída na região de Santa Fé do Sul. Eles contavam com o apoio de um motorista de Campo Grande (MS), que levava a droga até o destino enquanto os cantores o acompanhavam em outro veículo. O motorista também foi preso no dia 25 de outubro.

Os três devem permanecer na Cadeia de Santa Fé do Sul, onde estarão à disposição da Justiça. Todos responderão por tráfico de drogas e associação para o tráfico e, se forem condenados, poderão pegar entre cinco e 25 anos de reclusão.

Leia mais sobre tráfico de drogas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.