RIO DE JANEIRO ¿ Aos 33 anos, o português António Zambujo é saudado na Europa como ¿a nova voz do fado¿. Apaixonado por música brasileira e pelo cool jazz norte-americano, ele está no Brasil para lançar o terceiro CD de sua carreira, Outro Sentido.

O cantor faz show hoje no Teatro Tom Jobim no Rio. Zambujo diz que cantar no espaço que leva o nome do maestro será o maior privilégio de sua carreira, diz o fã das músicas de Tom. Seu álbum traz releituras de clássicos portugueses e nacionais.

Lançado em Portugal em 2007, o CD, ora catalogado como fado, ora como world music, foi muito bem recebido na Europa. Na França, entrou na lista dos mais vendidos da megastore Fnac; críticos o colocaram entre os melhores do ano. O repertório tem clássicos atemporais da música portuguesa, eternizadas na voz de Amália Rodrigues, como "Nem Às Paredes Confesso" e "Fadista Louco", e fados tradicionais: "Loucura", "Eu Já Não Sei", "Fado Menor", "A Nossa Contradição" e "Foi Deus".

A versão lançada no Brasil pela Universal e MP,B Discos tem faixas especiais: "Lábios Que Beijei" (J. Cascata/ Leonel Azevedo), sucesso de Orlando Silva, "Bilhete", de Ivan Lins, nos vocais e ao piano, e "Quando Tu Passas Por Mim", um samba desconhecido de Vinicius e Antonio Maria, aqui um fado lindamente cantado por Zambujo. Roberta Sá é outra convidada, na faixa "Fado Partido", e Zé Renato, em "Se Tu Soubesses".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.