Cantor morreu com US$ 400 milhões em dívidas

Cantor morreu com US$ 400 milhões em dívidas Por Ricardo Bairos (26.jun) Michael Jackson morreu cheio de dívidas.

Agência Estado |

Há estimativas de que o cantor estava em US$ 400 milhões no vermelho, mas durante muito tempo ele foi o artista mais lucrativo do planeta. O rei do pop vendeu mais de 61 milhões de cópias de "Thriller" no mundo inteiro a partir de 1982 e chegou a ser até atração de parque temático por dez anos, mas suas finanças estavam completamente fora de controle nos últimos tempos. Não se sabe como ele torrou tanto dinheiro.

Em 1986, o estúdio Walt Disney gostava tanto do popstar que colocou um filme de 3-D chamado "Captain EO" em seus parques temáticos. A fita, cheia de efeitos especiais, foi produzida por George Lucas e dirigida por Francis Ford Coppola. A última Disneylândia a exibir o filme foi a Paris.

Em 1985, ele comprou por US$ 47,5 milhões o catálogo ATV Music, que tinha o copyritght de todas as canções de Paul McCartney e John Lennon. Atualmente o catálogo é avaliado em 20 vezes mais, mas Jacko já tinha vendido metade e penhorado o resto várias vezes. Em 1991, ele assinou um contrato de US$ 65 milhões com a Sony Music. Em 1988, ele comprou o rancho de Neverland, nos arredores de Santa Bárbara, por US$ 14,6 milhões. A propriedade foi retomada por um banco no ano passado. (Planet Pop)

MTV DEVE SUCESSO A MICHAEL JACKSON

(26.jun) Michael Jackson foi um dos responsáveis pelo sucesso da MTV. O cantor lançou o disco "Thriller" em 1982, um ano depois da estreia do canal de TV de música. O single "Thriller", do segundo disco com maior número de vendas na história da indústria fonográfica americana, rendeu um vídeo rodado pelo diretor John Landis, que a MTV exibia a cada hora. A audiência saltava "três ou quatro vezes" toda vez em que o relógio marcava um hora redonda, segundo Judy McGrath, presidente da MTV Networks. (Planet Pop)

JACKO ENSAIAVA COM COREÓGRAFO DE "HIGH SCHOOL MUSICAL"

(26.jun) Michael Jackson tinha começado a ensaiar para a turnê "This Is It" no Staples Center, em Los Angeles, com Kenny Ortega, coreógrafo e diretor dos filmes "High School Musical". Os dois já tinham trabalhado juntos anteriormente, como no videoclipe "Dangerous", de 1993. "Nós tínhamos uma amizade de 25 anos", disse ele. "É uma perda muito grande para eu entender. Ele era o maior artista do mundo e o mundo vai sentir falta dele."

O anúncio da turnê de 50 shows em Londres, na O2 Arena, foi feito em março. O produtor do evento é o bilionário Philip Anschutz, da empresa AEG Live. Jacko não fazia uma turnê desde 1997 e não lançava um disco novo desde 2001, com "Invincible". A princípio, os shows teriam início em 8 de julho, mas o cantor adiou a estreia para 13 de julho para ter mais tempo de ensaiar. A AEG ainda não comentou como dinheiro dos ingressos, que estavam "sold out", vai ser restituído aos fãs. (Planet Pop)

PORTA-VOZ DIZ QUE CANTOR ABUSAVA DE REMÉDIOS

(26.jun) Um suposto porta-voz da família Jackson, Brian Oxman, disse que estava preocupado com o abuso de remédios pelo cantor. Segundo ele, algumas pessoas próximas ao músico foram irresponsáveis e não fizeram nada para impedir que ele tomasse tantos analgésicos fortes, entre outros comprimidos. O advogado também disse que alertou a família sobre o problema. Em entrevista para a CNN, Oxman disse que estava chocado com a morte e que chorou muito ao lado da família. (Planet Pop)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG