Candidatura de José Serra à Presidência se tornou compulsória, avalia Cesar Maia

O ex-prefeito do Rio Cesar Maia (DEM) acredita que a decisão do governador mineiro Aécio Neves de desistir da pré-candidatura à Presidência da República tornou um fato consumado a escolha pelo PSDB do nome do governador paulista José Serra à vaga.

iG Rio de Janeiro |

Segundo ele, a decisão nesse momento não ajuda, nem atrapalha o projeto de Serra, que tentava adiar para o início do próximo ano o momento de definição. Apenas a torna compulsória. A desistência (de Serra) seria um enorme desgaste entre seus pares.

André Durão

Cesar Maia disse que o DEM está unido no apoio a José Serra

Maia acredita que Aécio tomou essa decisão porque percebeu que até o inicio de janeiro ¿ data que ele havia dado como limite para uma posição do PSDB sobre a escolha da candidatura à Presidência ¿ nada se decidiria. Então era melhor antecipar e mergulhar em Minas Gerais.

O ex-prefeito negou que a relação com Serra tenha ficado arranhada após Maia ter dito que o governador de São Paulo se comportava como os piores caudilhos no processo pré-eleitoral. Os comentários sobre o estranho processo de escolha da candidatura apenas ajudaram o PSDB a ver que o processo interno não era bem... democrático. E confundia os parceiros. Agora não há mais confusão, afirmou. Segundo ele, o DEM embarca unido na candidatura tucana. Maia já admitiu que o partido aceita uma chapa pura tucana com José Serra e Aécio Neves.

    Leia tudo sobre: aécio neveseleições 2010josé serrapsdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG