Candidatura de Ciro ao governo de SP só depende de Lula, diz Márcio França

A candidatura do deputado Ciro Gomes (PSB) ao governo de São Paulo só depende da um pedido pessoal do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segundo o deputado Márcio França, presidente do PSB paulista.

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

"Nas entrelinhas ele admitiu que pode ser candidato em São Paulo, sim. 'Não descarto', foi a expressão que ele usou", disse França.

Segundo o dirigente pessebista, Ciro reiterou na reunião com dirigentes do PSB, PT, PC do B e PDT, na manhã de quarta-feira, que prefere ser candidato à Presidência da República mas admitiu que pode encarar o desafio paulista se for convencido de que isso ajudará no projeto de continuidade do governo Lula.

Ciro também reiterou que considera sua candidatura mais competitiva do que a da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, mas deixou uma porta aberta para a disputa paulista.

Para França, isso só depende de um pedido de Lula.

"Falta a conversa com o presidente Lula", afirmou França. "Ciro disse: 'fico lisongeado, vocês me convenceram que estão unidos', mas só vai se decidir depois de conversar com Lula", revelou o dirigente do PSB.

Segundo o dirigente, a pré-candidatura ao governo paulista do presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, recém filiado ao partido, não será entrave. "O Skaf fica para uma segunda etapa", disse.

A estratégia de empurrar com a barriga a resposta aos dirigentes estaduais não suepreendeu líderes do PT paulista. "Por que ele vai negociar com o Edinho (Silva, presidente do PT de São Paulo) se pode falar direto com o chefe dele, o Lula?", questionou um dirigente petista.

A conversa entre Ciro e Lula está marcada para o dia 15 de março mas líderes dos partidos aliados tentam adiantar a reunião.

    Leia tudo sobre: ciro gomeseleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG