BRASÍLIA - O deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), candidato à presidência da Câmara, enviou ofício ao presidente da Casa, Arlindo Chinaglia (PT-SP), criticando o programa e espaço de quatro minutos dado pela TV da instituição aos candidatos. Ele ainda sugeriu a criação de uma espécie de horário eleitoral no canal, com entrevistas e debates entre os postulantes ao comando do legislativo.

No documento, Serraglio diz que ele e os demais candidatos, Ciro Nogueira (PP-PI), Aldo Rebelo (PC do B-SP) e Michel Temer (PMDB-SP), contam com entrevistas em diversos veículos de comunicação privada, contando com espaços de até 30 minutos em algumas emissoras. E que, no canal da Câmara, que fica 24 horas no ar, os candidatos teriam uma única inserção de quatro minutos.

"A TV Câmara fica no ar vinte e quatro horas e nos concedem longuíssimos quatro minutos... Ligue-se a TV Câmara e veja-se o que está sendo transmitido ... e nos beneficiam com quatro minutos..."

Ao final do documento ele sugere a veiculação de entrevistas periódicas com os candidatos e debates na semana que antecede a disputa, marcada para dois de fevereiro.

"Sugiro que se conceda espaços de dez minutos, nas duas últimas semanas, nos mesmos horários e sob as regras da Justiça Eleitoral, a cada três dias, para cada candidato a Presidente, assim como que sejam realizados dois debates na última semana".

Leia mais sobre: Osmar Serraglio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.