O livreiro Sérgio Braga Barbosa (PPS), candidato a vice-prefeito de Fortaleza na chapa do empresário Luiz Gastão (PPS), é o único nordestino a entrar na relação de políticos com ficha suja divulgada, hoje, pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). Sérgio Braga, que é presidente estadual do PPS, é um dos seis candidatos a vice-prefeito com o nome sujo na AMB.

Ele responde a ação penal na 11ª Vara Federal de Fortaleza por crimes contra a fé pública, falsidade ideológica e uso de documento falso.
O advogado Wilson Vicentino, que defende o candidato, que foi secretário cearense da Ouvidoria e Meio Ambiente, em 2005 e 2006, no governo Lúcio Alcântara (PR), informa que o processo foi aberto em 2007 e que ainda ão foi julgado. "Sérgio Braga é comerciante, tem a Livraria Ao Livro Técnico em Fortaleza e recebeu títulos de dívidas como pagamento. Ele não sabia que eram documentos falsos e os repassou", confessa o advogado. "Não houve condenação e Sérgio Braga sequer foi denunciado. É um processo que ainda está no início", defende Wilson Vicentino.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.