Canal da oposição é tirado do ar no Equador

O canal Teleamazonas, que faz oposição ao governo de Rafael Correa, foi tirado do ar nesta terça-feira, por três dias, sob a acusação de ter transmitido informação baseada em boatos, informou Carlos Jijón, diretor da estação.

AFP |

Segundo Jijón, o Teleamazonas foi notificado sobre o "fechamento temporário" do canal pela estatal Superintendência de Telecomunicações (Supertel).

A decisão foi provocada pela notícia divulgada em meados do ano pelo Teleamazonas sobre a ocupação de uma unidade de petróleo da Venezuela por moradores da ilha de Puná, que temiam que a atividade petroleira prejudicasse a pesca na região. Segundo a direção do Teleamazonas, a Supertel sequer aguardou a análise do recurso contra a medida.

Desde o início do governo do presidente Rafael Correa, o Teleamazonas já foi multado duas vezes, incluindo por retransmitir imagens de touradas em horário impróprio.

Em setembro passado, Correa disse que fecharia "definitivamente" o Teleamazonas por divulgar um diálogo obtido por meio de escuta ilegal em seu gabinete.

Leia mais sobre: Equador

    Leia tudo sobre: equadortelevisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG