Campanha de repúdio à violência contra a mulher volta à pauta da Alerj

RIO DE JANEIRO - A Assembléia Legislativa do Rio votará em segunda discussão, nesta quinta-feira, a proposta do deputado Marco Figueiredo (PSC) que poderá criar, em âmbito estadual, a campanha continuada de combate à violência contra as mulheres.

Redação |

Segundo o texto, de número 3.746/06, a campanha deverá ser desenvolvida pelo Governo do estado na tentativa de coibir este tipo de delito, que, segundo o parlamentar, não é devidamente combatido no Estado.

O combate a este tipo de delito esbarra no medo que as vítimas sentem de denunciar, o que inviabiliza o trabalho da polícia. O projeto pretende, então, com exemplos de outros casos, mostrar a estas mulheres que elas não estão sozinhas e que há o que ser feito para frear estes abusos, defende Figueiredo.

De acordo com o texto, a campanha será realizada prioritariamente em escolas, hospitais, ambulatórios, centros de saúde e em associações de bairros, através de ações como a divulgação dos principais fatores que geram os crimes de violência praticados contra a mulher, de casos de crimes de violência deste tipo e do estímulo à denúncia, entre outras.

Leia mais sobre: cidadania

    Leia tudo sobre: mulher

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG