Caminhoneiro poderá ser multado 8 vezes num só dia

A Prefeitura de São Paulo promete realizar uma força-tarefa para garantir a restrição aos caminhões que começa a valer na segunda-feira. O motorista que desrespeitar as novas regras corre o risco de perder a carteira de habilitação em um só dia.

Agência Estado |

As multas serão cumulativas e, segundo o secretário de Transportes, Alexandre de Moraes, passarão a valer desde o início da medida, que pretende tirar em um mês 85 mil caminhões das ruas da cidade e melhorar a fluidez em até 17%.

Para cumprir tudo isso, a Prefeitura anunciou ontem um plano de fiscalização. Com o auxílio da Polícia Militar, 501 agentes de trânsito da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) terão como prioridade fiscalizar os caminhões - 200 fiscais foram remanejados da Zona Azul. Os marronzinhos ficarão distribuídos em 51 pontos fixos e também farão rondas com as 50 motos e 50 viaturas que estarão disponíveis para essa operação. Além disso, haverá blitze regulares em quatro locais, que serão alterados diariamente. O esquema evita rotas de fuga, disse o secretário municipal de Transportes, Alexandre de Moraes.

A secretaria informou ainda que utilizará 51 câmeras de monitoramento e 60 radares de Leitura Automática de Placas (LAP) que estão em processo de licitação. Moraes garantiu ainda que a fiscalização do trânsito na cidade não ficará comprometida porque, mesmo os marronzinhos dessa operação vão manter as funções originais. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: caminhãorodíziotransporte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG