Caminhoneiro do RS é 5a vítima fatal da gripe H1N1 no Brasil

SÃO PAULO (Reuters) - Um caminhoneiro do Rio Grande do Sul é a quinta vítima fatal da gripe H1N1 no Brasil, informou nesta quinta-feira a Santa Casa de Uruguaiana, onde estava internado. Dirlei Pereira, 35 anos, morreu por volta das 3 horas da madrugada desta quinta-feira, informou Ana Maria del Lito, diretora-administrativa da Santa Casa de Uruguaiana.

Reuters |

O caminhoneiro esteve na Argentina no final de junho e começou a apresentar os sintomas da doença por volta de 1o de julho.

Segundo a diretora, exames atestados pela Fiocruz, no Rio de Janeiro, confirmaram que Pereira havia contraído a gripe H1N1, popularmente conhecida como gripe suína.

Pereira é a terceira vítima fatal da doença no Rio Grande do Sul. São Paulo registrou outras duas mortes pela gripe H1N1.

O número de infectados pela gripe H1N1 no Brasil chegou a 1.175 na quarta-feira, com a confirmação de 148 novos casos da doença, segundo o Ministério da Saúde.

Desse total, 334 contágios ocorreram dentro do país, mas o ministério diz ainda não ter evidências suficientes para declarar transmissão sustentada do vírus no país.

(Por Fabio Murakawa)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG