Batman , diz secretário - Brasil - iG" /

Câmera foi desligada na fuga de Batman , diz secretário

O secretário de Administração Penitenciária do Estado do Rio de Janeiro, César Monteiro, disse hoje que uma fraude nas câmeras do presídio de segurança máxima Bangu 8 (zona oeste do Rio) impediu que a fuga do ex-PM Ricardo Teixeira da Cruz, o Batman, integrante da milícia Liga da Justiça, fosse gravada. Segundo ele, investigação da corregedoria da Secretaria de Estado da Administração e da Previdência (Seap) constataram que as câmeras não estavam quebradas, mas desligadas entre os dias 22 e 28 - a fuga aconteceu na manhã do dia 27.

Agência Estado |

Em depoimento na audiência pública das comissões de Segurança e Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Rio, que apura a morte do ex-diretor de Bangu 3, coronel José Lourenço, há três semanas, Monteiro disse que a falha de segurança pode ter sido negligência do ex-diretor de Bangu 8, Luiz Henrique Burgos, que foi exonerado no dia seguinte à fuga.

As imagens que mostram "Batman" deixando a penitenciária pela porta da frente, sem que passasse pelo detector de metais, sem algemas, acompanhado de dois comparsas que se passavam por agentes penitenciários, foram captadas da câmera externa do complexo penitenciário. "O preso sai sem a menor preocupação de que a fuga poderia não dar certo", disse. "Batman" seria levado, supostamente, para uma consulta com um oftalmologista que já havia sido desmarcada, sem que a penitenciária fosse avisada.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG