SÃO PAULO ¿ Em abril de 2007, a banda Los Hermanos anunciava um recesso por tempo indeterminado. Desde então, o quarteto têm caminhado em diferentes direções.

Rodrigo Amarante, por exemplo, montou a banda Little Joy, com Fabrizio Moretti, baterista da banda americana Strokes. Já Marcelo Camelo resolveu deixar de lado um pouco do estilo que criou fãs fervorosos e experimentar na música. Depois de lançar o CD solo "Sou" e surpreender os fãs publicando no MySpace algumas canções com a recém-criada banda Imprevisíveis , ele se apresenta hoje, às 20h, no teatro do Sesc Araraquara.

Camelo também está de mudança. Nos próximos dias, ele termina de trazer suas coisas do Rio para São Paulo, onde alugou um apartamento em Pinheiros. Vou dividir meu tempo entre as duas cidades. Não preciso de muitas coisas, podendo levar meus dois gatinhos (a Soninho e o Albano), uma cafeteira e um computador, fica tudo certo.

A fama de entrevistado difícil, no entanto, foi alimentada pela postura da ex-banda em várias ocasiões, como quando uma jornalista de Brasília o chamou de Marcelo "Campelo". O erro foi ironizado na mesma entrevista pelo guitarrista Rodrigo Amarante.

Desconforto mesmo aparece na voz de Camelo para falar sobre sua parceria mais comentada: com a cantora e suposta namorada Mallu Magalhães, que fez com ele a música Janta, gravada no seu disco solo Sou . Não sei ainda se vamos gravar uma nova música juntos. E não sei se esse interesse todo da imprensa na minha vida pessoal ajudou a divulgar mais minha música. Quando lancei o disco, saiu tanta coisa que eu não sei até que ponto conheceram mais meu som por causa disso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.