Em tom de campanha presidencial, o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) disse nesta sexta-feira ver necessidade de mudanças nas políticas cambial e monetária que estariam descoordenadas no atual governo. Ciro, que pertence a um partido da base governista, criticou a política cambial ao afirmar que o câmbio está fora do lugar e que a política de juros é estúpida.

"O juro não suja o câmbio? O Brasil está erodindo suas contas com o estrangeiro da pior forma nos últimos 50 anos", disse em entrevista à rádio CBN. "O câmbio está fora do lugar porque o BC está operando uma política monetária completamente estúpida."

"O mundo inteiro tem juros zero e o Brasil é segurança 100%. O americano e o japonês pega uma montanha de dinheiro e aplica no Brasil. Aí valoriza a nossa moeda e fica mais fácil ir para Miami do que ir para Fortaleza", acrescentou.

Ex-ministro da Fazenda no governo Itamar Franco e da Integração Nacional, no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro defendeu o regime de câmbio flutuante coordenado com a política monetária.

"Hoje há uma clara descoordenação entre as duas políticas. Os nossos juros são exorbitantes e o mundo inteiro vem para cá... A China trabalha com um câmbio que favorece as suas exportação e o Brasil favorece as suas importações. O Brasil está erodindo de forma selvagem seu balanço de pagamentos. Uma erosão nas contas externas que semeia um problema grave para o futuro próximo", disse Ciro a jornalistas, após a entrevista.

Apesar de o Planalto ver com bons olhos uma candidatura de Ciro ao governo de São Paulo, o deputado reiterou seu desejo de concorrer à Presidência da República.

"Tenho muito mais chances para à Presidência. Me preparo para isso há 12 anos... sou o melhor preparado hoje", disse. "Não quero ser candidato em São Paulo... as chances (disso) são remotíssimas", acrescentou Ciro, que há pouco tempo transferiu seu título eleitoral para São Paulo.

"Quero ser presidente porque tenho um projeto, acumulei 30 anos de experiência de vida decente e acredito que posso ser muito útil para o Brasil."

Leia mais sobre: Eleições 2010

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.