Chinaglia nega resistência da Câmara à cassação de deputado infiel http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/12/16/tse+estipula+prazo+irrevogavel+de+24+horas+para+camara+destituir+infiel+3212817.html target=_topTSE estipula prazo irrevogável de 24 horas para Câmara destituir infiel" / infiel , diz Mendes - Brasil - iG" / Chinaglia nega resistência da Câmara à cassação de deputado infiel http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/12/16/tse+estipula+prazo+irrevogavel+de+24+horas+para+camara+destituir+infiel+3212817.html target=_topTSE estipula prazo irrevogável de 24 horas para Câmara destituir infiel" /

Câmara ¿toma cuidado¿ em caso de deputado infiel , diz Mendes

BRASÍLIA - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, amenizou as críticas ao presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia, pela demora na posse do suplente do deputado Walter Britto Neto (PRB-PR), o Major Fábio (DEM-PR). Britto Neto teve a cassação de seu mandato por infidelidade partidária confirmada nesta tarde pela Suprema Corte. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/12/17/chinaglia+nega+resistencia+da+camara+a+cassacao+de+deputado+infiel+3213655.html target=_topChinaglia nega resistência da Câmara à cassação de deputado infiel http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/12/16/tse+estipula+prazo+irrevogavel+de+24+horas+para+camara+destituir+infiel+3212817.html target=_topTSE estipula prazo irrevogável de 24 horas para Câmara destituir infiel

Santafé Idéias |

Acordo Ortográfico

Eu não falaria em resistência. Eu acho que há um certo cuidado, tendo em vista ser um caso pioneiro. Tão somente isto. Não vamos superestimar. Não há escaramuça, está tudo andando dentro da sua normalidade, disse o ministro.

Na última terça, a Segunda Turma do STF determinou por unanimidade o imediato afastamento de Britto. Entretanto, Chinaglia havia informado que a Mesa Diretora da Casa só decidiria sobre o caso depois do julgamento do último recurso pelo STF.

Na terça-feira, o TSE intimou Chinaglia a substituir Britto Neto no prazo improrrogável de 24 horas. Caso o presidente se omita, a Procuradoria Geral da República (PGR) será acionada e Chinaglia poderá responder a ação penal.

De acordo com o ministro do STF e atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Carlos Ayres Britto, não cabe mais nenhum tipo de recurso ao processo.

Leia mais sobre: cassação

    Leia tudo sobre: cassação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG