A Câmara gastou R$ 78,47 milhões em 2008 apenas com passagens aéreas, segundo o Sistema de Informações Financeira do Governo Federal (Siafi). O valor, segundo a assessoria de imprensa da Câmara, contém as cotas distribuídas mensalmente para cada um dos deputados, além dos custos de deslocamentos com viagens de missões oficiais e de convidados para audiências públicas de comissões permanentes e CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito).

A cota de passagens para os deputados varia de acordo com o Estado de origem, conforme a distância a Brasília e a tarifa do trecho percorrido. O benefício é estendido aos representantes do Distrito Federal que, apesar de morarem na capital federal, têm direito a gastar cerca de R$ 4,3 mil por mês com o transporte aéreo.

Leia reportagem completa no Congresso em Foco

Leia também:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.