Câmara do DF discute volta de presidente da Casa

O vice-presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Cabo Patrício, convocou uma reunião da Mesa Diretora para discutir a volta do deputado Leonardo Prudente (sem partido) à presidência da Casa. A reunião será hoje às 15h.

Agência Estado |

Prudente foi flagrado, em vídeo anexado ao inquérito da Operação Caixa de Pandora, colocando dinheiro de um suposto esquema de propina nas meias. Ele pediu licença do comando da Câmara por 60 dias, mas voltou ao cargo menos de um mês depois.

De acordo com a líder do PT na Câmara, deputada Érika Kokay, a Mesa Diretora irá analisar memorando de sua autoria no qual questiona a volta de Prudente ao cargo antecipadamente. Segundo Kokay, Leonardo Prudente não consultou a Mesa Diretora antes de mandar publicar no Diário Oficial o seu retorno. A assessoria de imprensa de Leonardo Prudente confirma a presença do deputado na reunião de hoje. Fazem parte da Mesa Diretora cinco deputados, mas apenas quatro estão em Brasília.

Na avaliação de Érika Kokay, a volta de Leonardo Prudente antes do tempo previsto pode fazer parte de uma estratégia política do governador José Roberto Arruda (ex-DEM). De volta à presidência da Câmara Legislativa, Leonardo Prudente evitaria que Cabo Patrício, da oposição a Arruda, comandasse os processos de impeachment contra o governador.

Fim do recesso

Antes da reunião da Mesa Diretora, a bancada do PT fará uma reunião para discutir um plano de trabalho para o retorno do recesso parlamentar, que acaba na próxima segunda-feira. Nestes primeiros meses do ano, a Casa ficará imersa nos processos de impeachment contra o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido). Arruda é acusado de ser o chefe de um esquema de recebimento e distribuição de propina. O inquérito é comandado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Dez deputados distritais também respondem a processo disciplinar e podem perder o mandato. São eles: Benício Tavares (PMDB), Roney Nemer (PMDB), Eurides Brito (PMDB), Berinaldo Pontes (PP), Benedito Domingos (PP), Júnior Brunelli (PSC), Pedro do Ovo (PRP), Aylton Gomes (PMN) e Rogério Ulysses (sem partido) e o presidente da Casa, Leonardo Prudente.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG