Câmara discute aumento salarial de R$ 8 mil a deputados

O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), iniciou reunião nesta quarta-feira, na residência oficial, com a Mesa Diretora da Casa. No encontro, o primeiro-secretário da Câmara, Rafael Guerra (PSDB-MG), apresentou a proposta de aumento do salário dos deputados e extinção da verba indenizatória.

Agência Estado |

A ideia do deputado é equiparar a remuneração com a dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), o que significa um aumento de R$ 8 mil mensais, passando de R$ 16,5 mil para R$ 24,5 mil. A verba indenizatória, de R$ 15 mil, deixaria de existir.

O aumento do salário dos deputados implica em efeito cascata nos Legislativos estaduais e municipais. A proposta divide os deputados, porque, de imediato, eles perderiam cerca de R$ 7 mil mensais (diferença entre os R$ 15 mil da verba e os R$ 8 mil de aumento).

Guerra, no entanto, sustenta que é a melhor saída para acabar com a confusão da prestação de contas do benefício instituído em 2004.

Leia também:

Leia mais sobre salário na Câmara

    Leia tudo sobre: salário na câmara

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG