Câmara de Vereadores do Rio cancela medalha de Ibsen Pinheiro

A Câmara de Vereadores cassou nesta terça-feira a Medalha Pedro Ernesto concedida em 1993 ao deputado federal Ibsen Pinheiro (PMDB-RS). Maior comenda da cidade do Rio, a medalha que está nas mãos de Ibsen agora não tem mais valor. O requerimento que propôs o cancelamento, de autoria do vereador Carlos Bencardino (PRDB), foi aprovada por unanimidade.

iG Rio de Janeiro |


Autor da polêmica emenda que redistribui os royalties do petróleo e impõe perdas de até R$ 7 bilhões ao Estado, Ibsen foi declarado pelo vereador carioca como um inimigo do Rio. Segundo Carlos Bencardino, o prejuízo causado pelo deputado nas finanças do Rio desfaz o merecimento que ele tinha da maior comenda existente na cidade.

A emenda proposta por Ibsen Pinheiro, aprovada pela Câmara dos Deputados na semana passada, define uma nova divisão dos recursos com a compensação financeira devida pelas empresas que exploram petróleo e gás.

A regra preserva a parcela da União, equivalente a 40% do dinheiro levantado, e divide o restante de forma igual entre Estados e municípios, seguindo as regras dos fundos de Participação dos Estados (FPE) e dos Municípios (FPM).

A medida levou o governador Sérgio Cabral a convocar uma passeata em protesto nesta quarta-feira, dia 17. A manifestação ocorrerá às 16 horas no centro do Rio, concentrando-se na Candelária e seguirá pela Avenida Rio Branco até a Cinelândia.


Leia também:

    Leia tudo sobre: petróleoriorio de janeiroroyatlies

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG