Com 23 dos seus 55 vereadores declarados candidatos nas eleições de outubro, a Câmara Municipal reservou este ano verba para serviços de comunicação 111% maior que a aplicada de 2009. A elevação se deve principalmente à contratação de agência de publicidade, por até R$ 17 milhões anuais, que será responsável por fazer serviço inédito e totalmente apartidário de divulgação institucional da Casa, segundo o 1º vice-presidente, Dalton Silvano (PSDB).

Outros R$ 17 milhões serão usados na TV Câmara.

No orçamento atualizado do Legislativo, a verba de comunicação é de R$ 36,8 milhões. Em 2009, quando ainda não havia departamento de comunicação, o orçamento inicial da área era de R$ 13,97 milhões, atualizado depois para R$ 17,47 milhões - menos da metade do atual. Desse total, foram liquidados (quando o serviço já foi feito) até novembro, último mês com balancete disponível no site da Prefeitura, R$ 11 milhões.

Ontem foi iniciada concorrência para escolha da agência que fará a publicidade da Casa. Das cinco firmas habilitadas, duas têm ligação com o PSDB, a Lua Branca e a Contexto. A primeira atuou nas gestões tucanas no Estado e a segunda tem como clientes, por exemplo, Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) e Nossa Caixa. As outras três são MSantos, Octopus e Central Business. "O contrato será com a Câmara, para fazer divulgação institucional prevista em lei, e não com vereadores", afirmou Zeca Freitas, da Contexto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.