Um projeto de lei que amplia a restrição à prática do nepotismo na administração pública municipal foi rejeitado ontem pela Câmara de Vereadores de Belo Horizonte. O projeto 726/2009 recebeu 18 votos favoráveis, 15 abstenções e um voto contrário.

Para a aprovação, eram necessários 28 votos favoráveis.

A proposta estendia a proibição de contratação de parentes até o quarto grau de parentesco. Atualmente, norma do Supremo Tribunal Federal (STF) restringe a contratação até o terceiro grau de parentesco.

Durante a sessão de votação, vereadores trocaram ofensas e houve muito bate-boca. O autor do projeto, vereador Fred Costa (PHS), prometeu reapresentá-lo no ano que vem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.