Câmara aprova venda de ingresso meia-entrada pela internet

BRASÍLIA ¿ A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira em caráter terminativo um projeto que torna obrigatória a venda de ingressos de meia-entrada pela internet. A proposta segue agora para análise do Senado Federal.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

De acordo com o texto, caberá ao consumidor apresentar, na entrada do evento, a carteira comprovando o benefício da meia-entrada para não invalidar o ingresso.

Na opinião do relator do projeto, deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ), uma vez que sites de internet disponibilizam venda de ingressos, devem se equiparar à comercialização como ocorre nas bilheterias, com venda de ingressos de inteira e meia.

Uma vez sancionada a matéria, os organizadores de eventos que descumprirem a proposta poderão pagar multa e ter os serviços suspensos, como prevê o Código de Defesa do Consumidor.

Meia-entrada

Picciani observa, porém, que o projeto aprovado pela CCJ não dispensa a discussão sobre um novo modelo de meia-entrada, uma vez que o sistema usado hoje no País atrapalha a viabilidade comercial de certos eventos.

A formulação atual traz perda para os artistas, não funciona bem para os estados, porque o ingresso fica mais caro onde tem meia-entrada. Precisamos encontrar uma forma que viabilize a comercialização da meia-entrada, opina.

Na avaliação do deputado, uma boa idéia seria instituir cotas de 30% ou 40% do total da bilheteria para meia entrada. E nos finais de semana, quando a demanda é maior, você teria um percentual menor das cotas. Acho razoável.

Leia mais sobre: meia-entrada

    Leia tudo sobre: meia-entrada

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG