BRASÍLIA - O plenário da Câmara aprovou nesta quarta-feira projeto de lei que permite que equipamentos de rastreamento eletrônico sejam instalados em condenados. A proposta já tinha sido aprovada pelo Senado, mas voltará a ser apreciada pelos senadores por causa de mudanças feitas na Câmara.

Foi o primeiro projeto a ser aprovado entre os onze que estão na pauta de votações da sessão desta quarta da Câmara.

A Câmara aprovou ainda projeto de lei que tipifica o crime de seqüestro-relâmpago, atribuindo penas mais rígidas para a extorsão se for cometida com restrição da liberdade da vítima, ou se resultar em lesão corporal grave ou em morte.

Como houve alterações, a matéria retorna ao Senado.

Leia mais sobre: Presos - Violência

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.