Câmara acata Justiça e bloqueia salário de Edmar

Por decisão da Justiça em São Paulo, a Câmara não depositou neste mês o salário do deputado Edmar Moreira na conta bancária do parlamentar. Desde a semana passada, Moreira deixou de receber o pagamento e seu salário está sendo depositado em uma conta judicial por causa de uma questão trabalhista envolvendo suas empresas.

Agência Estado |

O pagamento salarial dos deputados foi depositado na quarta-feira passada.

Em fevereiro o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), já havia cancelado uma autorização que permitia a Moreira receber seus subsídios por meio de ordem bancária e não por depósito em sua conta corrente. O salário bruto do parlamentar é de R$ 16.512,00. A assessoria do deputado informou que Moreira não comentaria o assunto.

O deputado está respondendo a processo no Conselho de Ética da Câmara. A corregedoria da Casa entendeu que há indícios de desvio de dinheiro da verba parlamentar. O deputado usou parte da verba para pagar empresa de segurança na qual é dono e a suspeita é que os serviços não chegaram a ser prestados. O caso de Moreira tomou maior evidência depois que foi revelado que o deputado é proprietário de um castelo em Minas Gerais.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG