Calor em São Paulo está acima da média de janeiro

A temperatura máxima registra nos primeiros dias deste ano está 2,3 graus acima da média histórica do mês de janeiro em São Paulo, de acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) coletados no Mirante de Santana, na zona norte. Entre o dia 1º e anteontem, a média das máximas foi de 29,6 graus.

Agência Estado |

Caso as temperaturas se mantenham altas até o final do mês, este pode ser o janeiro mais quente desde 2006 - falta apenas 0,1 grau para que se igualem às médias das máximas daquele ano e deste.

"A tendência é a de que o calor e o volume de chuva em São Paulo fiquem acima da média em todo o primeiro trimestre do ano", diz Priscila Farias, meteorologista do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC).

A previsão do tempo para os próximos dias reforça essa possibilidade. Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a temperatura máxima hoje deve ficar em torno de 30 graus na capital. O calor deve arrefecer um pouco amanhã, mas a expectativa é de altas temperaturas novamente na sexta-feira. "Se a temperatura cair, será apenas uma refrescada", diz o meteorologista do CPTEC Vlamir da Silva Júnior.

A explicação para as altas temperaturas é o fenômeno El Niño. Ele acontece sempre que há um aquecimento acima da média na temperatura das águas do Pacífico equatorial, o que implica diversas variações climáticas ao redor do globo. Uma delas é o calor excessivo no Sudeste do País - e que, com a umidade vinda da Amazônia, acabou causando temporais. O Rio, por exemplo, tem registrado temperaturas acima dos 40 graus. As informações são do Jornal da Tarde.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG