abuso de drogas - Brasil - iG" /

Calderón lamenta que Michael tenha morrido por abuso de drogas

México, 26 jun (EFE).- O presidente do México, Felipe Calderón, lamentou hoje a morte, nesta quinta-feira, do cantor americano Michael Jackson por um uso indevido e excessivo de drogas.

EFE |

Sem citá-lo pelo nome, mas em clara alusão a Michael, Calderón se referiu à morte do artista durante um discurso por ocasião do Dia Internacional contra o Abuso e o Tráfico Ilícito de Drogas.

"Que paradoxo que hoje, Dia Internacional contra o Abuso e o Tráfico Ilícito de Drogas, se confirme, por exemplo, que um dos maiores ídolos de várias gerações e o maior vendedor de discos de música de pop, que sua morte se deva precisamente a um uso indevido e excessivo de drogas", disse Calderón.

Em Los Angeles as autoridades informaram hoje que as análises toxicológicas feitas hoje no corpo do cantor só devem dar resultado definitivo dentro de seis ou oito semanas, mas a família do astro sugeriu que uma grande dose de morfina poderia ser a causa de sua morte.

O líder mexicano disse que, "no final das contas, esta morte dramática, trágica, de alguém que tendo tudo, fama e dinheiro, foi afinal de contas incapaz de sobreviver à morte, que está fechada precisamente nas dependências". EFE ea/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG